sexta-feira, 17 de junho de 2011

Saudade, para minha amiga saudade

Me perdoe querida saudade
Se quando você chega eu não choro mais
Se quando você se vai eu não me preocupo mais
Se quando você fica eu não me desespero mais
Se quando você dói eu não sinto doer mais
Se quando você me destrói por dentro eu nem ligo mais

Me perdoe querida amiga saudade
É que depois de um tempo cresci
E quando a gente cresce a gente aprende que perdendo
É a única forma de eternizar os bons momentos
Que a você, querida amiga, talvez sempre morou aqui
Talvez sempre se manifestou em mim
Talvez nunca apareceu de repente
E com certeza nunca se foi completamente.

É, minha caríssima saudade
Você é a prova viva do quanto amei
Você é a prova sentida do quanto ainda amo
Você é a prova do sentimento da perda
Você é a prova viva do sentimento do que cativei
E cativado, está cativo em meu coração
Sobre a forma doída, ao mesmo tempo gostosa
Sobre a forma chorosa, ao mesmo tempo tão terna
Do maior de todos os sentimentos
Do amor, que deixa saudade

0 Clique aqui para comentários: :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms