segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Cotidiano - Erro de uma empresa.


            Situação inusitada - pena que não é sempre assim.

            Chegou a conta da tv por assinatura. Os valores não batiam com o plano contratado, e nem com o atual que havia sido modificado apenas para aproveitar uma promoção que havia a cerca de 6 meses atrás.

            Em torno de 150 reais a mais do que deveria vir. Ao pegar a conta nas minhas mãos, olhei bem pra ela e a primeira reação foi: “Fu...” (como não sei a faixa etária do blog, prefiro não escandalizar os leitores, rs).

            Depois de analisado percebi o erro grosseiro em que constava algo que eu não havia contratado. Em minha cabeça, devido às minhas experiências frustradas em tentar convencer as empresas que eu provavelmente tinha razão, simplesmente peguei o papel e sentei na cadeira. Imaginara que ficara horas ao telefone, sem conseguir resolver meu problema. Quase tive uma crise de choro de raiva quando as 3 primeiras ligações caíram cerca de 10 minutos depois de eu falar com alguém que havia transferido a ligação para outro setor.

Passado mais um tempo, resolvi arriscar. Peguei a conta em mãos e fui a uma loja pronto para soltar os cachorros no primeiro atendente que ousasse chamar o meu número da fila.

Fui chamado, uma moça muito simpática atendeu com um sorriso que logo se tornou uma expressão séria ao ver que eu não transmitia o mínimo de felicidade. Aquela voz suave dizendo : “Pois não!” foi abaixando e quase sumiu antes mesmo de terminar o não.

Então eu fiquei esperando a segunda parte: “Posso ajuda-lo?”, mas esta parte nunca veio. Desconcertei-me pois estava pronto para falar quando ela simplesmente olha para mim e diz: “O senhor gostaria de preencher uma ficha de satisfação após o atendimento?”

Logo me veio a cabeça, deve ser o padrão nestas grandes empresas, a pessoa diz que sim para poder se vingar aí é tão enrolada e sai sem resolver nada e ainda acha o serviço ótimo porque a mocinha ou o mocinho perguntou até como vão as crianças. Disse então em tom seco e direto: Não, muito obrigado, só vim retirar a segunda via da minha fatura, pois veio com os valores errados.

Eu estava pronto para fornecer todos os documentos, datas e horários das ligações, números de protocolos, cpfs e nome das pessoas que me atenderam e das outras que desligaram na minha cara fingindo que passaram pra alguém. Ela simplesmente sorriu e me pediu a fatura para que pudesse checar no sistema.

Após cerca de 2 minutos quebrou o silêncio dizendo, desculpe, o sistema falhou este mês, o senhor tem duas opções, pode pagar esta fatura e mês que vem a fatura virá com os valores corrigidos ou pagar esta outra (já estava em sua mão uma segunda via) aqui que é correspondente ao mês em que os serviços foram utilizados.

Simplesmente sorri para ela e disse: “acho que vou querer responder ao questionário de satisfação”.

Moral da história, mais vale uma pessoa ao balcão do que mil com o fone na mão.

2 Clique aqui para comentários: :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms