terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Mais de Jorge Forbes: "A diferença que se é"

O artigo publicado pelo Psicanalista Jorge Forbes na revista Psiquê (Ano V nº 60) está repleto de dados sobre a solidão e os problemas decorrentes do sucesso.

"Nós sofremos no sucesso, no exito, no destaque porquê aí ficamos sós. O fracasso é solidário, mas a vitória é solitária." Forbes, J.

Pensar todo o artigo como um complemento de uma cena que me recordei do personagem House conversando com um gênio irá esclarecer um pouco as coisas.

House chega a seu paciente que tomava medicamentos com alcool para se "ignorantificar" e ficar "feliz" com sua esposa ediz algo parecido com isso que o Forbes escreveu. Mais ou menos como:

Ser gênio é solitário porque somos diferentes e ninguém nos completa, ninguém nos compreende e não temos com quem dividir nossa sapiencia...

Ele não falou exatamante isso, mas acredito que seja exatamente isso (imagino eu) que ele queria dizer. Ou ainda, talvez pudesse simplesmente dizer:

Cara você é gênio como eu, sozinho, em casa estudando, sem vida nenhuma, aí encontra uma mulher e resolve mudar por que não aguentava mais a solidão.

A solidão é como um produto da diferença. Seja esta diferença tanto no sucesso quanto no fracasso. Forbes colocou em seu artigo que o sucesso é solitário mas também o fracasso o é tão ou ainda mais solitário quanto seu oposto.

Uma pessoa de sucesso pode ter sucesso em quase tudo. Nunca o sucesso atingirá TODA a vida da pessoa. Pelo menos não o sucesso completo, alguma coisa sempre faltará colocando a pessoa no seu devido lugar de faltante, de incompleto.

Penso em um ser humano que embora tendo muitas virtudes também tenha seus pecados. O Pe Fábio de Melo diz em uma de suas canções algo muito lindo, poético, "Os defeitos de hoje são o anúncio das virtudes que hão de vir.".

Lembro-me doos discursos de tantos e tantos santos que sempre enfatizaram que a santidade não é a perfeição mas uma constante vigilância pela busca dela. Um reconhecimento de si mesmo por completo, um "enxergar toda a cena em que se encontra" como disse-me a Sandra (um grande beijo a minha supervisora). ter sucesso é apenas observar a genialidade de uma característica, de um detalhe da pessoa como um todo.

Acho que muitos que conseguem ter "sucesso" acabam esquecendo-se dos demais, que não conseguiram, se vendo diferentes, e aí é que mora a solidão na diferença que se imagina, que se pensa ser. Não que o sucesso seja realmente solitário, mas vai depender de como é imaginado e em momento posterior experimentado.

1 Clique aqui para comentários: :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms