terça-feira, 21 de julho de 2009

NOITE ESCURA...

ESTIVE REFLETINDO ESSES DIAS SOBRE A ESCURIDAO DA NOITE. NÃO SEI SE VOCÊ JÁ PODE IR A UM LUGAR DESERTO, ISOLADO DE TUDO, ONDE NÃO HÁ LUZ, BARULHOS, ONDE NÃO HÁ NADA.

POIS BEM, UMA FAZENDA COSTUMA AJUDAR, OU DURANTE A MADRUGADA APAGUE AS LUZES DE SEU QUARTO, INCLUSIVE OS LEDZINHOS QUE FICAM ACESSOS. TIRE DA TOMADA MESMO SE FOR PRECISO.

O PONTO ONDE QUERO CHEGAR É QUE ASSIM COMO NOSSO ORGANISMO VAI SE ACOSTUMANDO COM A ESCURIDÃO, E TAMBÉM COM "SOM DO NADA". NOSSA CAPACIDADE PSIQUICA TAMBÉM SE ADAPTA. REPARE BEM QUE POR MAIS ESCURO QUE POSSA ESTAR SEU QUARTO, AOS POUCOS AS COISAS VÃO TOMANDO FORMA A SUA FRENTE. NÃO FICAM COM O COLORIDO NATURAL DE QUANDO HÁ LUZ, MAS PODE-SE DISTINGUIR UMA CADEIRA DE UMA MESA POR EXEMPLO.

COM O SOM É A MESMA COISA. NO COMEÇO, O BARULHO ENSURDECEDOR DO NADA, DO VAZIO, É EXTREMAMENTE HOSTIL AOS NOSSOS OUVIDOS ACOSTUMADOS COM A BARULHEIRA. DEPOIS DE UM TEMPO, ESTE SOM VAI PASSANDO, CHEGA UM MOMENTO IMPAR EM QUE ATÉ MESMO UM MOSQUITO VOANDO NO QUARTO PODE SER LOCALIZADO SE VOCÊ SEGUIR SEUS OUVIDOS.

NA NOSSA VIDA, PASSAMOS POR MUITOS PROBLEMAS, ONDE NÃO ENXERGAMOS SOLUÇÃO NENHUMA, OU NÃO CONSEGUIMOS OUVIR NENHUMA VOZ A NOS INDICAR O CAMINHO. NESSES MOMENTOS, DEVEMOS TER CALMA, ESPERAR A AGONIA DA CEGUEIRA MOMENTANEA PASSAR, ESPERAR UM POUCO AS VOZES SE AQUIETAREM. NÃO DIGO QUE É FACIL, NÃO , NÃO É NENHUM POUCO. PARECE QUE AS TREVAS VÃO NOS DEVORAR. MAS AOS POUCOS VEMOS QUE AS TREVAS SÃO TREVAS, E NADA MAIS. NÃO HÁ MONSTROS EM NOSSA GARAGEM.

QUANDO ENTÃO COMEÇAMOS A ENXERGAR NA ESCURIDAO, COMEÇAMOS A OUVIR MAIS CLARAMENTE O VAZIO, SURPRESA, ENCONTRAREMOS A PAZ.

1 Clique aqui para comentários: :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms