quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

FANTASIA X REALIDADE

Boa tarde meu querido blogespectador.

Trago a vossa presença no dia de hoje uma pergunta.

O que é REAL e o que é FANTASIA ?

Gostaria de definir aqui o que é real e o que seria mera fantasia, criação, meramente humano, como as sensações que nosso corpo é capaz de apreender (apreender: capturar, experimentar). Não quero uma discussão teórica sobre a realidade da pulsão (unica coisa real no ser humano para Freud), mas definir com você e com vossa ajuda a realidade do subjetivo no homem.

Dia desses nas férias (que aliás estão ótimas), li em um livro o seguinte:

O ser humano só é capaz de compreeder aquilo que os sentidos lhe permitem compreender, como exemplo bem simples e muito vago, mas que demonstra fielmente a idéia eu utilizarei o próprio exemplo do livro.

"Um garoto cego desde seu nascimento é chamado em uma palestra para descrever um pedaço de madeira. Ao receber aquele objeto ele diz que é aspero, com cinco bordas pontiagudas, de tamanho mediano que cabe nas suas mãos, etc. Ao final da descrição feita pelo garoto todos que estão a sua volta de olhos vendados tem a certeza que ele está segurando na mão uma estrela de madeira porém de repente o professor pergunta ao jovem aprendiz:

Que cor ela tem?

Enquanto objeto real, a estrela tem uma cor, ou várias, mas o garoto não é capaz de ver a cor, ele não pode compreender aquele estímulo pois não tem o nescessário para apreender aquele estímulo.

Todos ficaram espantados, quando o garoto sorridente disse que era amarela sem titubear, com uma confiança sem igual. Algumas pessoas que podiam ver começaram a rir baixinho pois a cor era a da madeira mesmo, outros ficaram espantados pois isso não se fazia, onde já se viu um Homem brincar daquele jeito, que "piada" mais sem graça.

Porém o maior espanto veio quando o professor disse: está certo meu filho pode voltar ao seu lugar.

Perguntando a outros cegos todos disseram que era amarela, mesmo sem poder ver a cor. Então um dos que podiam ver disse gritando:

- É Cor de madeiraaaaaaaaaaa.

Quando para espanto geral dele alguns cegos deram uma gargalhada sem igual, inclusive o professor dizendo:

Parabéns, agora prove a eles que é cor de madeira.

O jovem por mais que tentasse voltou ficar calado depois de muito tentar explicar."


Pois bem meu amigo(a).

A realidade é real mesmo?

Como derfinir a realidade se tudo passa por nossos sentidos?
Como descobrir o que é real do que é fantasia?

Uma pessoa sente um arrepio e diz que está com frio, e minutos depois sente o mesmo arrepio, e diz que um fantasma passou porto dela.

A realidade é o que é puramente, in natura, enquanto que a fantasia é o que nossa subjetividade apreendeu.

Quem nunca se perguntou se o amarelo que eu enxergo é o mesmo que outra pessoa enxerga? Ou mesmo por que será que vemos uma mesma foto de dois irmaos e os dois irmaos tem historias diferentes da mesma foto para contar?

A partir da realidade criamos a fantasia, a fantasia em outras palavras é a realidade criada em nós. Lembrem em outros textos mais antigos do blog que eu comentei sobre a história de cada pessoa? Pois é meus amigos, você é você mesmo por tudo o que você viveu e por isso sua realidade é diferente da realidade de todo o resto do mundo.

SUA VIDA, SUA HISTÓRIA, SUA FANTASIA, SUA REALIDADE...

Em outras palavras, o mundo existia antes de você existir, e continuara existindo (muito provavelmente) depois que você morrer, porém, não o seu mundo, não do jeito que você vê.

Podemos dizer então que nada existia antes de você, até que você nasceu, tudo é fantasia dos outros e não sua. Hoje pode ser também sua se você aceitou elas em você como história. Mesmo jamais fazendo parte delas.

Esse é o processo da fé.

Na segunda guerra mundial, eu não estive, não presenciei, não vivi, nem convivi, mas existiu, me foram passados dados dela, provas que existiram, mas provas que puderam também ser forjadas, mas eu acreditei, tive fé que existiu e ela passou a fazer de mim como história.

Fé:Crer sem ver

1 Clique aqui para comentários: :

Postar um comentário

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Grants For Single Moms